X Fechar
Protese Dentária

 


Prótese
Restauração parcial ou total de coroas

 

  • Prótese Fixa





    O que é uma prótese fixa?
    É a restauração parcial ou total da coroa de um dente, quando se denomina prótese fixa unitária, ou a substituição de um ou mais dentes perdidos, quando se denomina prótese parcial fixa (ou "ponte fixa"). Ao ser fixada sobre os dentes do paciente, previamente preparados para recebê-la, reabilita-o para mastigar, falar ou sorrir. Recebe o nome de "fixa" porque não pode ser removida pelo paciente.

    Quais os tipos de materiais utilizados?
    As próteses fixas podem ser metálicas e revestidas por um material estético plástico ou cerâmico, da cor dos dentes.

    Quanto tempo dura uma prótese fixa?
    A durabilidade de uma prótese fixa depende de vários fatores: 1 - de um bom exame e planejamento prévios; 2 - da técnica e dos materiais utilizados; 3 - da adaptação da prótese aos dentes; 4 - da boa relação da prótese com os tecidos gengivais.

    Eu fico sem os dentes durante o tratamento?
    Não. Um bom dentista supre o seu paciente de proteção provisória adequada aos dentes preparados com substitutos plásticos fixados com cimento de baixa resistência, possibilitando-o a mastigar, falar e sorrir, satisfatoriamente, durante o tratamento.

    Por que o dente perdido precisa ser substituído?
    Os dentes, para funcionarem bem, precisam estar em equilíbrio nos arcos dentários superior e inferior, sempre submetidos a um sistema de forças oriundas dos músculos mastigadores, lábios, bochechas e língua. A perda de um só dente desequilibra esse sistema de forças, e os dentes movimentam-se migrando para compensar a perda. Os dentes precisam ser recolocados porque eles fazem parte de um todo: o sistema mastigatório.

    Orientações sugeridas por Silas da Cunha Ribeiro - Professor Associado Livre-Docente da FOUSP e Especialista em Prótese. REVISTA DA APCD V. 49, Nº 4.



    Faceta Laminada





    O que é faceta laminada?
    O laminado é uma restauração que envolve apenas a face vestibular (frontal) dos dentes.

    Em que situação é recomendada?
    A faceta Iaminada geralmente é recomendada por motivos estéticos, tais como dentes escurecidos ou excessivamente restaurados na face frontal.

    Qual a vantagem desse tratamento?
    A vantagem primordial consiste na preservação de estrutura dental sadia. Com essa técnica, desgastam-se menos os dentes.

    É resistente?
    Os processos atuais e os materiais de confecção empregados hoje em dia, bem como a evolução dos métodos de colagem, tornaram as facetas laminadas um tratamento bastante confiável.

    A cor se mantém?
    Como as porcelanas têm boa estabilidade de cor, as facetas confeccionadas com esse material não sofrem alteração.

    Precisa de controles e manutenção periódicos?
    Como qualquer tipo de restauração, as facetas laminadas exigem reavaliação constante; contudo, a manutenção consiste apenas na higienização das superfícies dentais e, em especial, da junção dente-restauração.

    0 custo é alto?
    0 custo é comparável ao de uma coroa metalocerâmica ou coroa totalmente cerâmica.

    Qual a durabilidade?
    A durabilidade está associada ao sucesso da colagem, tanto na superfície cerâmica quanto no dente, pois a porcelana, uma vez colada, torna-se extremamente resistente.
    Orientações sugeridas por Sérgio Lian Branco Martins - Especialista em Prótese e Periodontia.
    REVISTA DA APCD V. 50, Nº 4


  •  

    Prótese Total (Dentadura)





    Qual o tempo de duração de uma dentadura?
    A cada 4 anos, o paciente deverá procurar o seu cirurgião-dentista, para uma análise criteriosa para confecção de novas dentaduras. Estética, harmonia facial, desgaste dos dentes, envelhecimento precoce, falta de retenção, reabsorção óssea, dores em algumas áreas são alguns itens importantes para indicação ou não de uma nova dentadura.

    Quanto tempo é necessãrio para se acostumar às dentaduras?
    A dentadura inferior leva 4 vezes mais tempo que a superior. Quanto mais tempo você empregar na mastigação, melhor será a adaptação. Não coma porções grandes de alimentos no princípio. Divida os alimentos em pequenas porções. Você terá dor e desconforto no começo; se aparecerem pontos dolorosos ou "calos" procure seu dentista, que lhe dará alívio necessário.

    Por que as dentaduras "machucam"?
    Quase sempre elas irão provocar pequenas ulcerações na sua gengiva. É muito difícil fazer dentaduras que não traumatizem a fibromucosa, provocando dores. Quase sempre é necessário realizar controles posteriores, desgastes, ajustes oclusais, etc. Não esqueça que as dentaduras são duras, rígidas e o tecido da gengiva é muito delicado e sensível.

    Quando as dentaduras provocam náuseas e enjôos, o que fazer?
    0 melhor remédio é usá-las o maior tempo possível. Esse reflexo passará logo. Seu dentista pode ajudar verificando a extensão da base e a adaptação no céu da boca.

    Como limpar as dentaduras?
    Sempre que se alimentar, fazer o possível para lavar as dentaduras por meio de escovas macias. Não usar pó para polir, eles podem conter cáusticos alcalinos, ácidos ou partículas, os quais podem arranhá-la. Uma dentadura que não está limpa nunca é confortável.

    Devo usar produtos de fixação?
    Quase sempre não há necessidade de pó adesivo; deve-se usá-lo somente a conselho do seu dentista.

    Orientações sugeridas por José Valdes Conti - Professor Titular do Depto. de Prótese Dentária. Coordenador do Curso de Especialização em Prótese Dentária da FOB-USP. REVISTA DA APCD V. 49, Nº 5.

    Higienização do aparelho fixo





    O que é Prótese Parcial Removível (PPR)?
    É um aparelho protético que substitui os dentes naturais perdidos em arcadas nas quais ainda permanecem alguns dentes naturais, portanto, com perda parcial de dentes. E chamada de removível porque pode ser retirada pelo paciente.

    Pode-se, em todas as situações, optar entre PPR e Prótese Parcial Fixa (PPF)?
    Não. Existem situações ideais para cada tipo de aparelho. De um modo geral, as PPRs são indicadas para casos de perda de um número grande de dentes e, principalmente, quando ausentes os últimos dentes (dentes posteriores).

    Como este aparelho se fixa na boca?
    Através de grampos "semiflexíveis" metálicos apoiados em dentes naturais (dentes pilares) e por um perfeito assentamento do aparelho sobre a gengiva das áreas desdentadas.

    É possível eliminar os grampos metálicos a fim de torná-la imperceptível?
    Toda PPR convencional necessita de grampos. Para e eliminá-los, seria necessário um aparelho removível que se adapte através de encaixes (attachments) colocados em coroas protéticas cimentadas sobre alguns dentes naturais remanescentes.

    Os grampos estragam os dentes naturais?
    Não. Eles devem ser feitos com técnicas corretas e o portador deve higienizá-los cuidadosamente, bem como os dentes naturais e o aparelho, pois o que causa a cárie é a placa, bactérias que se fixam no dente natural e nas superfícies dos grampos.

    Como deve se fazer para higienizá-los?
    A prótese deverá ser removida para limpeza sempre após a ingestão de alimentos. Deve-se utilizar escovas especiais que facilitem a limpeza das superfícies internas.

    É fácil se adaptar a elas?
    Sim, quando ela for bem executada e o portador tiver um mínimo de paciência para a adaptação e acomodação.

    Deve-se retirar a PPR para dormir?
    Não, desde que ela apresente condições de retenção, suporte a estabilidade e não esteja causando nenhum desconforto aos dentes ou aos tecidos gengivais.

    Orientações sugeridas por Edison Sarti - Especialista em Prótese Dental e Professor Assistente de Prótese Parcial Fixa e Removível da Universidade São Francisco. REVISTA DA APCD V. 50, Nº 2.
     
  • Horário de Funcionamento
    Seg. á Sex. das 08:00 ás 18:00
    2017 © Todos os Direitos Reservados

  • Acesso Rápido
    Institucional | Atendimentos | Unidades | Relacionamento

  • MCM Odontologia
    Fones: (11) 4231-2432
    © Todos os Direitos Reservados

  • Créditos
    Viseon do Brasil